Cinema Brasileiro A1.1

17:37

É com grande liberdade e amor no coração que lanço essa série de filmes brasileiros para gostar e entender nosso Cinema, esse mesmo, com C de coisa séria. Não digo aqui que são os melhores filmes brasileiros de todos os tempos e essa não será uma lista única e finita, pelo contrário, com o tempo, vou postando mais alguns, na ordem da memória. Dá para encontrá-los no youtube, no mercado negro e na Netflix, mas o melhor caminho é sempre o Canal Brasil, na TV, no NOW e o Canal Brasil Play. Lá tem a maior parte destes e outros tantos maravilhosos. 

Praia do Futuro (2014) - Dir. Karim Aïnouz
Jesuíta Barbosa, Wagner Moura e esse ator 'gringo', Clemens Schick trabalham juntos no último filme de Karim, que se passa entre Fortaleza e Berlim. Uma história de amor e um conflito familiar, muito bem articulados. As cenas de amor e do próprio relacionamento dos protagonistas são lindas, sofisticadas e sintéticas. Wagner tá ótimo, como na maioria de seus papeis. E Karim mantem a força de seu cinema, intenso, sério, não melodramático e muito bem contado. 

Estamira (2006) - Dir. Marcos Prado
Marcos Prado costuma trabalhar com José Padilha, um produz o filme que o outro dirige, um pouco como Marcelo Gomes e Karim Aïnouz. Estamira é uma mulher que vivia em Jardim Gramacho, um aterro sanitário. Ela vive naquele limiar de loucura e sanidade, mas é um personagem imenso e inteligente. É impactante, é sobre miséria e sobrevivência e é bastante relevante. Gosto muito dele e da personagem. Mas é um soco no estômago. Tem crítica no Café!

Redemoinho (2016) - Dir. José Luiz Villamarin
Baseado em um conto de Luiz Ruffato do livro Inferno Provisório, é um drama sobre o reencontro de dois amigos de infância no interior de Minas Gerais. Com Dira Paes, Irandhir Santos (um dos melhores atores que temos hoje) e Júlio Andrade, tem ainda outros bons atores em papeis menores. É impressionante a dinâmica criada entre eles, o cruzamento entre memória, passado e como cada um vive o presente com esta história comum que os acompanha. Grande filme e lindo, fotografia de Walter Carvalho. Tem crítica no Café!

Elena (2012) - Dir. Petra Costa
Outro filme intimista, que trata da irmã de Petra, Elena. É um filme de busca, a diretora segue pistas para encontrar sua irmã e compreender sua história e escolhas. Lindo, bem montado, ganhou prêmios pelo planeta e deu destaque à diretora. O segundo filme dela eu não vi, "O Olmo e a Gaivota", mas parece seguir a mesma linha e teve grande repercussão também. Vale dar uma olhada. Tem crítica no Café!


Terra em Transe (1967) - Dir. Glauber Rocha
Glauber Rocha, precisa dizer mais? O homem tem muitos filmes bons e alguns chatos. Gosto de Terra em Transe porque gosto das alegorias, gosto da trama política, de como toda a crítica social está presente, dos diálogos rasgantes, de Paulo Autran. Não assisti Chatô, mas pelo trailer dá pra ver que ele usou bastante deste filme. Deus e o Diabo na terra do Sol é outro grande, mas deixo esse outro aqui, com um viés menos 'regional' e com mais pertinência ao nosso cenário político atual. Está em algumas listas de filmes mais importantes da galáxia.

Cinema Novo (2015) - Dir. Eryk Rocha
Eryk é filho de Glauber Rocha e fez alguns bons filmes. Ele trabalha muito a montagem e a música, então todos os seus filmes têm um ritmo bacana. Esse aqui, como o título indica é sobre o Cinema Novo e toda a sua fase, todos os diretores, tudo enfim. Não é um filme de depoimentos comum, é um emaranhado de cenas e trechos dos grandes filmes dessa época maravilhosa do mundo e do nosso cinema 'alternativo' que, um dia, foi relevante. Claro que se você conhece alguns filmes dessa época, fica mais interessante catar os fragmentos, porque ele faz uma seleção imensa, em todos os sentidos.

Órfãos do Eldorado (2015) - Dir. Guilherme Coelho
Guilherme Coelho traz para o cinema o livro de Miltom Hatoum, de mesmo nome. Esta é uma história de família, que traz a força da cultura amazonense de todas as formas possíveis, com mitos, comida, ambientes, tudo o que tem direito. É um filme "completo", perfeito na forma, com grandes atores (Dira Paes está... ela é incrível e quase Daniel de Oliveira não sustenta sua força com ela por perto). Primeiro longa de ficção do diretor, já dá pra ficar esperando os próximos. Tem crítica no Café!

Peões (2004) - Dir. Eduardo Coutinho
Não tem como não ter Eduardo Coutinho, para mim, o melhor documentarista do país, um dos melhores diretores de cinema deste planeta. Peões fala dos sindicatos, do ABC, da ascensão de Lula e de sua força, mas não é apenas sobre ele, mas sobre aquela realidade. Esse filme foi lançado no mesmo ano que Entreatos, de João Moreira Salles, fruto daquela febre da candidatura de Lula, onde tudo parecia possível nesta nação.

Viajo porque preciso, volto porque te amo. (2009) - Dir. Marcelo Gomes
Filme que pode ser categorizado como Documentário e Ficção. Esta é a história de um geólogo (Irandhir Santos!!) que atravessa o Nordeste de carro, analisando o solo que será alagado pela transposição do rio São Francisco. Ele checa riscos, viabilidade e possíveis consequências. Viajando sozinho, sente falta de sua mulher e conversa consigo no percurso, entre músicas que tocam no rádio, a saudade, os bares de beira de estrada, postos de gasolina, um dia a dia aparentemente monótono e pequeno. É um filme 'lento', porque parece que nada acontece, mas tudo está centrado na força da narrativa, neste homem que conta sua história e como ela se transforma com o tempo e o caminho. 

Santiago (2007) - Dir. João Moreira Salles
O filme é uma conversa com o mordomo, Santiago, da família Salles (de Walter e João Moreira). Parece 'nada', mas é surpreendente esse personagem e como ele fica tranquilo com a câmera. Filmes como estes fazem parte dessa ideia de que o documentário pode não ser apenas aquele tipo que retrata uma realidade, mas que busca uma forma própria, que não necessariamente lide com verdades e fatos, mas que, como a ficção, os interprete livremente. Em preto e branco.

HISTÓRIAS SEMELHANTES

3 comentários

  1. Gostei muito da lista, Tati! Vou tentar ver! Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Excelente post! Nosso cinema é riquíssimo!

    ResponderExcluir
  3. Ah! E tô seguindo seu Instagram. Por favor não poste vídeos. Está lindo como está lá, só fotos. Poste só fotos. Rs. Parabéns!

    ResponderExcluir

Contato | Parceria

Nome

E-mail *

Mensagem *