Maravilhosidades da Netflix - Fortes emoções!

20:32

E chegou o momento em que temos um novo presidente que é quase Frank Underwood. E uma semana corrida e cheia de reviravoltas em nossa política. E na última sexta, um assalto à mão armada. E a sorte de não ter morrido. Com tantas emoções ao mesmo tempo, tinha que acabar mesmo era em uma sexta-feira, 13, que prefiro pensar ser sempre de sorte. Nesta edição, filmes fortes, crimes, suspense, drama, mulheres maravilhosas, série e uma comédia romântica, para nos deixar respirar aliviados. 

O segredo de seus olhos (2009, Juan José Campanella) – 129 min
Esse um monte de gente já viu, com certeza. Um dos filmes argentinos que teve mais relevância nos últimos tempos, vencedor do Oscar de Filme Estrangeiro, leva 4 grandes atores: Ricardo Darín, Soledad Villamil, Pablo Rago e Javier Godino. Um assistente de tribunal aposentado resolve escrever um livro sobre um crime não resolvido cometido muitos anos antes na Argentina. Um estupro e assassinato de uma mulher dentro de sua casa, não se sabe como e nem quem o praticou. Tendo acompanhado o caso de perto e ficado entre um transtorno e obsessão pela violência e mistério, Benjamín (Darín) inicia seu livro e, enquanto relembra a história do crime, lhe passam cenas de seu passado, quando conheceu a juíza Irene (Villamil), que acabara de entrar no tribunal e passa a ser sua chefe. Cruzando passado e presente com um roteiro sensacional e muito bem dirigido, com final surpreendente, aqui tem tudo: suspense, comédia, drama e romance.

Amante a Domicilio (2014, de John Turturro) – 90 min
De um suspense complexo para um filme tranquilo. Comédia do melhor tipo, sem catástrofes, mortes repentinas e com Woody Allen contracenando com o diretor, roteirista e protagonista, John Turturro. A partir de uma situação inusitada, um daqueles acasos da vida, Murray (Allen) convence Fioravante (Turturro) a serem cafetão e garoto de programa, respectivamente. Isso tudo muito discretamente, claro e delicadamente sem ser canastrão, como só Turturro conseguiria. Com um elenco estelar (Sharon Stone, Liev Schreiber, Vanessa Paradis e Sofia Vergara), atravessamos uma história com personagens complexos em uma estrutura clássica de roteiro. Filme para se distrair, de coração aberto. 

Dr. Fantástico (1964, de Stanley Kubrick) – 95 min
É de um grande mestre. Comédia inteligente sobre um apocalipse a la Guerra Fria, Peter Sellers se consagra – como se a essa altura de sua carreira precisasse disso – mais uma vez como um ator imenso. Sátira de tempos difíceis, um general decide detonar uma bomba atômica enquanto militares e políticos de alto escalão tentam negociar seu impedimento reunidos em um salão. Além de Peter Sellers, George C. Scott, Sterling Hayden, Slim Pickens e James Earl Jones marcam presença. Para quem não lembra, o diretor é o mesmo de Lolita (1962), Laranja Mecânica (1971) - tem crítica! O Iluminado (1981), Nascido pra matar (1987), De Olhos bem Fechados (1999)... e acho que posso parar por aqui.

Trainspotting (1996, de Danny Boyle) – 94 min
Quando estava checando o elenco do filme no IMDb, vi que terá uma sequência a ser lançada ano que vem, partindo do livro Porno, de Irvine Welsh (que então tinha escrito Trainspotting). O diretor é Danny Boyle, que dirigiu 127 Horas (2010), Quem quer ser um milionário? (2008) e Cova Rasa (1994). Um grupo de amigos leva uma vida de drogas e festas sem fim, sem grana e aparentemente sem futuro. Renton (Ewan McGregor) decide sair disso e enfrenta a abstinência enquanto entra em crise com os amigos ao tentar sair da antiga rotina. O filme traz uma narrativa nervosa, coerente com sua estrutura dramática e se garante em planos e montagem extraordinários, fruto das alucinações por que passam os personagens. Um dos melhores filmes já feitos, traz também Ewen Bremmer, Jonny Lee Miller, Kevin McKidd, Robert Carlyle, peter Mullan e Kelly Macdonald.

Orange is the new black (2013-, ) – 59 min
Produzida por Jenji Kohan, com uma equipe imensa que até hoje carregou 18 diretores em 4 temporadas (a última estreia 17 de junho), já levou 6 Globos de Ouro e mais não sei quantas premiações. Piper Chapman (Taylor Schilling) é presa por transportar dinheiro para sua namorada (Laura Prepon, de That 70's Show), atuante em uma quadrilha internacional de tráfico de drogas e pega 15 meses de prisão. Vivendo uma vida tranquila e tendo cometido o delito 10 anos antes, enfrenta o choque de uma realidade de conviver com mulheres de todos os ‘tipos’. Ali terá preconceitos, raivas, risos e uma mudança de vida e pensamento, uma transformação total. Ainda estou na primeira temporada, mas já entrei no modo vício. É imperdível, uma das séries mais completas que já vi. É aproveitar enquanto há poucas temporadas e dá para acompanhar.

HISTÓRIAS SEMELHANTES

0 comentários

Contato | Parceria

Nome

E-mail *

Mensagem *